PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Alvo de ação, empresa de barcos de luxo é suspeita de sonegar R$ 544 mi

Do UOL, em São Paulo

22/09/2021 11h25Atualizada em 23/09/2021 09h38

Uma força-tarefa cumpre hoje 19 mandados de busca e apreensão em operação contra suspeitos de sonegação fiscal em São Paulo. De acordo com apuração do UOL, o alvo principal da operação é a empresa Intermarine, um dos maiores estaleiros da América Latina.

Segundo o Ministério Público, a empresa é "responsável atualmente por uma dívida superior a R$ 54 milhões com o estado de São Paulo e de aproximadamente R$ 490 milhões com a União" devido à "sistemática inadimplência tributária e uma sofisticada blindagem patrimonial".

Os mandados foram expedidos pela Justiça de Osasco e são cumpridos na cidade e em São Paulo, Barueri, Itupeva, Jundiaí e Mairiporã. Os policiais precisaram "escalar" a sacada de um dos apartamentos ligados à empresa e que foi alvo de buscas.

Em nota, a defesa da Intermarine disse que "que a empresa não foi notificada e ainda não tem informações detalhadas do processo que motivou a operação".

O texto dia ainda que "a empresa é a maior interessada em esclarecer todos os pontos e não medirá esforços para colaborar com as autoridades no que for necessário".

Investigações apontaram ainda que a empresa usa "laranjas" na estrutura societária do grupo econômico. O MP aponta que um dos nomes usados é de "um conhecido cavaleiro". O órgão não confirmou a identidade do suspeito de integrar o esquema.

Além disso, há suspeitas de que a venda das embarcações ocorria com substancial subfaturamento do seu valor, o que ainda será investigado.

A operação é realizada pela Secretaria da Fazenda e do Planejamento (SFP), do Ministério Público de São Paulo (MPSP) e da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

PUBLICIDADE