PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Calendário do Bolsa Família: veja datas dos pagamentos a partir de outubro

Do UOL, em São Paulo

18/10/2021 14h46

A Caixa inicia nesta segunda, 18, os pagamentos de outubro do Bolsa Família. A Caixa Econômica Federal divulgou, no início do ano, o calendário de pagamentos do Bolsa Família ao longo de 2021. O calendário se estende até 23 de dezembro.

Confira o Calendário de pagamentos do Bolsa Família de outubro a dezembro, de acordo com o número do NIS.

Outubro de 2021

NIS final 1: 18 de outubro de 2021
NIS final 2: 19 de outubro de 2021
NIS final 3: 20 de outubro de 2021
NIS final 4: 21 de outubro de 2021
NIS final 5: 22 de outubro de 2021
NIS final 6: 25 de outubro de 2021
NIS final 7: 26 de outubro de 2021
NIS final 8: 27 de outubro de 2021
NIS final 9: 28 de outubro de 2021
NIS final 0: 29 de outubro de 2021

Novembro de 2021

NIS final 1: 17 de novembro de 2021
NIS final 2: 18 de novembro de 2021
NIS final 3: 19 de novembro de 2021
NIS final 4: 22 de novembro de 2021
NIS final 5: 23 de novembro de 2021
NIS final 6: 24 de novembro de 2021
NIS final 7: 25 de novembro de 2021
NIS final 8: 26 de novembro de 2021
NIS final 9: 29 de novembro de 2021
NIS final 0: 30 de novembro de 2021

Dezembro de 2021

NIS final 1: 10 de dezembro de 2021
NIS final 2: 13 de dezembro de 2021
NIS final 3: 14 de dezembro de 2021
NIS final 4: 15 de dezembro de 2021
NIS final 5: 16 de dezembro de 2021
NIS final 6: 17 de dezembro de 2021
NIS final 7: 20 de dezembro de 2021
NIS final 8: 21 de dezembro de 2021
NIS final 9: 22 de dezembro de 2021
NIS final 0: 23 de dezembro de 2021

O programa

Criado em 2003 como um programa de distribuição de renda, o Bolsa Família atende famílias em situação de extrema pobreza, com renda mensal de até R$ 89 por pessoa, e de pobreza, com renda mensal entre R$ 89,01 e R$ 178.

No caso das famílias pobres, têm acesso ao benefício aquelas que possuem gestantes e crianças e adolescentes entre 0 e 17 anos.

Para se candidatar ao programa, é necessário que a família esteja inscrita no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal), com dados atualizados há menos de dois anos. Quem atende aos requisitos de renda e não está cadastrado no CadÚnico deve procurar o responsável pelo Bolsa Família na prefeitura para se inscrever.

Em 2019, o governo pagou uma 13ª parcela do benefício pela primeira vez. Em 2020, porém, o pagamento extra não aconteceu.

Auxílio Brasil

O governo Jair Bolsonaro (sem partido) publicou uma medida provisória que criou o Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família. A ideia do governo é que o programa seja implementado após o fim do auxílio emergencial.

Ainda há algumas definições pendentes sobre o novo programa, como o valor e a fonte de receita para o benefício.

PUBLICIDADE