PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Servidores de São Paulo protestam contra reforma da previdência municipal

Do UOL, em São Paulo*

10/11/2021 17h45Atualizada em 11/11/2021 09h55

Servidores públicos da cidade de São Paulo fazem uma manifestação contra o PLO (Projeto de Emenda à Lei Orgânica) 07/2021 - conhecido como Sampaprev 2 -, em frente à Câmara Municipal. Com faixas, cartazes e carros de som, os manifestantes estão no local desde o início da tarde.

O projeto de reforma da previdência do prefeito Ricardo Nunes (MDB) tem discussão e votação previstos para hoje. A primeira discussão, que levou à aprovação inicial, aconteceu no último dia 14 de outubro.

Entre os pontos mais criticados no projeto do prefeito estão o aumento da idade mínima de aposentadoria no município. Se aprovadas em segunda discussão, com exceção dos professores, mulheres só poderão se aposentar com 62 anos. A idade mínima para os homens é 65 anos - mesmo modelo aplicado pelo INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social).

Os manifestantes também se opões a retirada da isenção de contribuição previdenciária aos aposentados e inativos, que hoje é de 14%. A regra que altera a isenção afetará 63 mil aposentados do município.

* Com informações de Estadão Conteúdo.

PUBLICIDADE