PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Covid-19: Anac autoriza voos da Latam, Gol e Azul com menos comissários

Azul tem autorização para reduzir o número de comissários até 13 de março - Divulgação
Azul tem autorização para reduzir o número de comissários até 13 de março Imagem: Divulgação

Caíque Alencar

Do UOL, em São Paulo

18/01/2022 10h25Atualizada em 20/01/2022 07h31

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou a Latam, a Azul e a Gol a voarem com menos comissários de bordo devido ao avanço da Covid-19. A liberação para a Latam foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União, autorizando a empresa aérea a operar com três comissários nos aviões em vez de quatro. A mesma autorização foi dada à Gol na última segunda-feira (17) e à Azul no dia 12 de janeiro.

Segundo as portarias da Anac, as medidas foram tomadas "considerando o recente e ainda crescente surto da variante ômicron do coronavírus no Brasil e seus respectivos impactos na disponibilidade de tripulantes para condução de voos regulares programados".

Os textos publicados pela agência ainda determinam que as companhias devem informar a cada 15 dias a relação de voos nos quais houve redução no número de comissários, informando data, matrícula do avião, número do voo e hora da decolagem. Para a Latam, a regra vale até 17 de março, enquanto a Azul e Gol poderão ter menos comissários em voos até 13 e 14 março, respectivamente.

Nesta terça-feira (18), a empresa teve 43 voos cancelados, somando 617 cancelamentos desde 9 de janeiro. Até agora, os cancelamentos representam cerca de 3% de todos os voos domésticos e internacionais programados pela Latam para janeiro.

Por meio de nota, a Azul afirmou que, diante do aumento de tripulantes com covid-19 ou sintomas gripais, a decisão da Anac "se torna mais um instrumento de auxílio à regularidade das operações aéreas".

"No entanto, a Azul destaca que somente fará uso desta autorização em casos de extrema necessidade para garantir o cumprimento de suas operações, sem prejuízo à segurança de voo, que é o principal e inegociável valor da companhia", diz o comunicado da empresa.

A Gol, por sua vez, também informou que vai adotar a redução de funcionários como "medida preventiva". Segundo a companhia, voos com as aeronaves 737-800 e 737 MAX 8, com capacidade para 186 passageiros, continuarão com quatro comissários. "A redução para três comissários será feita apenas em casos de extrema necessidade para os voos que tiverem no máximo 150 passageiros", completa a aérea.