PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

EUA e UE se comprometem a remover bancos russos do Swift

Do UOL, em São Paulo

26/02/2022 19h46

Em um comunicado divulgado hoje, a Comissão Europeia disse que a União Europeia, os Estados Unidos e o Canadá se comprometem a tirar os bancos russos do Swift — o sistema de transferências internacionais que conecta bancos ao redor do mundo.

"Isso garantirá que esses bancos sejam desconectados do sistema financeiro internacional e prejudiquem sua capacidade de operar globalmente", informou o comunicado.

Segundo a comissão, o grupo também se compromete a colocar em prática medidas restritivas que impedirão o "Banco Central da Rússia de implantar suas reservas internacionais de forma a prejudicar o impacto de nossas sanções".

Promessas de "agir contra" entidades e indivíduos que facilitem a guerra no país também foram feitas.

O comunicado cita que na próxima semana uma "força-tarefa transatlântica" será feita para implementar as sanções fiscais e diz que outras medidas serão tomadas "nos próximos dias".

Em conversa com a AFP, um funcionário do alto escalão dos EUA contou que as sanções tornam a Rússia um "pária financeiro".

"A Rússia se tornou um pária financeiro e econômico global", afirmou a fonte. Seu banco central "não pode apoiar o rublo. Apenas Putin pode decidir que custo adicional está disposto a assumir", declarou o funcionário, acrescentando que um grupo de trabalho "perseguirá os iates, jatos, carros de luxo e mansões" dos oligarcas russos.

Mas, o que é o Swift?

O Swift —ou Sociedade de Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais, na sigla em inglês— é uma cooperativa criada pelos países para permitir a padronização de informações financeiras e transferências de recursos entre bancos ao redor do mundo. O sistema permite conexão e pagamentos entre mais de 11 mil instituições financeiras, em mais de 200 países —a Rússia, inclusive.

Em transações de importação e exportação de mercadorias, por exemplo, o Swift é o meio mais utilizado no mundo para transferência de valores entre comprador e vendedor. O banco do comprador se comunica com o do vendedor e faz transferências por meio do Swift.

Por este motivo, a exclusão da Rússia do sistema seria um duro golpe econômico para o país comandado por Vladimir Putin.

Durante a tarde desta quinta-feira (24), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou a jornalistas que o Swift é uma opção entre as medidas de sanção contra a Rússia. No entanto, ele sinalizou que os países ligados ao sistema ainda não partirão, neste momento, para a exclusão da Rússia.