PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Pires: Torço para que Bolsonaro resista à tentação de intervir na Petrobras

Adriano Pires, sócio-fundador do CBIE (Centro Brasileiro de Infraestrutura) e doutor em economia industrial pela Universidade Paris XIII - Divulgação
Adriano Pires, sócio-fundador do CBIE (Centro Brasileiro de Infraestrutura) e doutor em economia industrial pela Universidade Paris XIII Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

29/03/2022 07h41Atualizada em 29/03/2022 11h35

O economista Adriano Pires, indicado para substituir o general Joaquim Silva e Luna no comando da Petrobras, diz esperar que o governo Jair Bolsonaro (PL) resista à tentação de intervir na Petrobras.

Em entrevista à revista Veja, o economista também diz que o Brasil "é o único país do mundo que exporta petróleo e que não gosta de preço alto".

Adriano Pires diz que uma intervenção seria "o pior caminho" a ser seguido pelo governo Bolsonaro, mas diz que políticas públicas podem ser criadas, como a mudança do ICMS.

Eu espero e torço para que o governo Bolsonaro resista à tentação de intervir na Petrobras, porque esse seria o pior caminho. Vai ser um desastre para o país.
Indicado para assumir a presidência da Petrobras, Adriano Pires

Ele também critica o congelamento de preços. "Sempre que se faz políticas de congelamento o resultado imediato é gerar um desabastecimento. E o desabastecimento de combustíveis no Brasil seria uma tragédia", afirmou o economista.

Há duas semanas, Adriano Pires declarou que "pior que preço alto é o desabastecimento" após o aumento de até 25% nos preços dos combustíveis promovido pela Petrobras.

À Veja, Pires ressaltou que a Petrobras é uma empresa de economia mista, não uma estatal. "Portanto, a Petrobras tem de respeitar o acionista privado, e o governo deve usufruir da Petrobras através dos dividendos".

Petróleo caro não deveria ser um problema, diz Pires

Segundo Pires, o Brasil é o único país do mundo que exporta petróleo e que não gosta de preço alto. Ele foi questionado pela Veja sobre o preço de paridade de importação —criticado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A política de preços da Petrobras, adotada em 2016, prevê que o valor cobrado por combustíveis como gasolina e diesel, derivados do petróleo, seja atrelado ao mercado internacional, em dólar. Por isso, oscilações no exterior acabam tendo impacto para o consumidor brasileiro.

"No ano passado, a Petrobras exportou 1,2 milhão de barris por dia, a maior taxa para uma empresa do setor na América Latina. Hoje, para o Brasil e para a Petrobras, petróleo caro não deveria ser um problema, já que nós somos um país exportador", afirmou Pires.

Fico surpreso de o governo reclamar do preço alto do barril. O Brasil é o único país do mundo que exporta petróleo e que não gosta de preço alto. A Petrobras no ano passado deu um lucro de 106 bilhões de reais.
Indicado para assumir a presidência da Petrobras, Adriano Pires

Ele diz que a boa notícia é que o governo pode usar os dividendos da Petrobras de 2021 para fazer política pública. "Isso é o que seria o correto. O cenário atual não é bom".

"Petróleo alto demais gera inflação, aumento de juros, dificuldade de retomada do crescimento econômico, mas a guerra é uma coisa que não vai ficar. Deve entrar numa normalidade maior e o preço voltar para os 90 dólares", acrescentou.

Quem é Adriano Pires?

Adriano Pires é sócio e fundador do Cbie (Centro Brasileiro de Infraestrutura). Doutor em economia industrial pela Universidade de Paris 13, Pires tem mais de 40 anos de atuação na área de energia e já passou pela ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis).

A escolha de Pires teve o aval do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que levou o nome do economista para apreciação de Bolsonaro. Já o ministro da Economia, Paulo Guedes, que está em Paris para participar de agenda da OCDE, afirmou a auxiliares que não teve interferência na escolha do nome, nem na saída de Silva e Luna.