PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

PagBank PagSeguro ganha 9 milhões de clientes, e lucro aumenta 29%

PagBank PagSeguro divulgou balanço do primeiro trimestre nesta quarta-feira (8) - Divulgação
PagBank PagSeguro divulgou balanço do primeiro trimestre nesta quarta-feira (8) Imagem: Divulgação

Giuliana Saringer

Do UOL, em São Paulo

08/06/2022 18h00

O PagBank PagSeguro conquistou quase 9 milhões de novos clientes em um ano, passando de 14,8 milhões de clientes para 23,5 milhões, e registrou um lucro líquido de R$ 350 milhões no primeiro trimestre deste ano, um aumento de 29% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (8), no balanço de resultados da companhia.

O crescimento do lucro superou em 20% as previsões de analistas. O PagBank é o segundo maior banco digital brasileiro, atrás apenas do Nubank, e diz que os resultados mostraram que a empresa se consolidou como a mais lucrativa do mercado.

Alexandre Magnani, co-CEO do PagBank PagSeguro, afirma que hoje a instituição está focada em buscar um cliente que traga mais faturamento, e não apenas infle o número de usuários.

"Com o tempo, fomos aprendendo a calibrar as melhores ofertas para os clientes e selecionar melhor os canais de venda para ter um cliente de melhor qualidade aqui, que traz um faturamento mais alto, com mais propensão de consumir produtos financeiros", afirma Magnani.

Foram processados R$ 72,1 bilhões em transações no PagBank, que incluem gastos nos cartões, empréstimos, transferências, pagamentos de contas, recargas de celular e comercialização de seguros, por exemplo.

A receita atingiu R$ 305 milhões, crescimento de 95% em comparação com o primeiro trimestre do ano passado, e os depósitos em conta subiram 124%.

Cartão de crédito vinculado a CDB

A empresa afirma que lançou diversos produtos, sendo os principais deles o cartão de débito com bandeira Mastercard, a opção de domicílio bancário na conta PagBank e a conta para empresas com mais de um sócio.

Uma das novidades que deve ser lançada ainda neste ano é o cartão de crédito vinculado a um CDB como garantia. O valor que o cliente coloca no CDB se transforma em limite no cartão de crédito. Se o consumidor ficar inadimplente, o banco usa o saldo do CDB para quitar a dívida.

Hoje a empresa está focada em atender mais pequenos e médios empreendedores. "Quando o PagSeguro nasceu, era formado basicamente por comércio de pequeno porte. Agora começamos a subir a pirâmide. Hoje pequenos e médios empreendedores já representam 25% do total da empresa", afirma Magnani.

Concessão de crédito

Outro passo que está no radar da companhia é a concessão de crédito, mas sem data marcada ainda.

"Crédito é algo que move os bancos no Brasil, mas não é algo trivial de fazer. A economia está difícil, o endividamento das famílias está bastante alto, então estamos conservadores, atentos ao que acontece no mercado", afirma Artur Schunck, CFO do PagBank PagSeguro.

Um dos desafios é conseguir mais informações sobre os clientes para acelerar a concessão de crédito aos consumidores.

"Precisamos combinar as informações internas com as externas e criar mecanismos para que possamos no futuro próximo acelerar a concessão e ter um crescimento relevante", afirma Magnani.