PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Diretor da Petrobras: 'Não podemos cair na tentação dos preços tabelados'

Fachada Petrobras - Aleksandr_Vorobev/Getty Images
Fachada Petrobras Imagem: Aleksandr_Vorobev/Getty Images

Colaboração para o UOL

10/06/2022 12h51Atualizada em 10/06/2022 18h44

Diretor executivo de Relacionamento Institucional e Sustentabilidade da Petrobras, Rafael Chaves criticou, hoje, a possibilidade da estatal tabelar os preços dos combustíveis. Ele fez as declarações durante o 16º Fórum IBEF Oil, Gas & Energy 2022, realizado no Rio de Janeiro. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

"Só tem dois tipos de preço: o de mercado e o tabelado, a gente não pode cair na tentação de praticar preços tabelados. A gente aprendeu isso no passado. E se não aprendeu no passado, aprende com o vizinho", disse, se referindo à escassez de diesel na Argentina. "Preço tabelado não funciona".

A declaração de Chaves aparece um dia após o Ministério de Minas e Energia confirmar o nome de Caio Mario Paes de Andrade como indicado ao cargo de presidente da Petrobras em meio ao descontentamento do presidente Jair Bolsonaro (PL) com a política da Petrobras de seguir os preços de mercado.

O movimento acontece após indicações de que o governo gostaria de emplacar até oito conselheiros na nova gestão, versus seis no colegiado atual. Ao todo, são 11 membros, incluindo um representante dos trabalhadores.

"Se a gente achar que tem alguém iluminado, seja do Legislativo, do Executivo ou do Judiciário, que é iluminado e usa a caneta para definir preços, estamos errados", acrescentou o diretor executivo.

Rafael Chaves defendeu a preservação da liberdade econômica e os investidores. "Quanto mais investidores, mais investimentos. Tem que fazer do Brasil um porto seguro para esses investidores e, para isso, tem que se respeitar os preços de mercado", insistiu.