IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Sorveteria coloca carrinho de picolé sem vendedor na rua em Santa Catarina

Os picolés são vendidos por um "valor simbólico" de R$ 1 - Divulgação
Os picolés são vendidos por um 'valor simbólico' de R$ 1 Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

17/02/2023 04h00

Uma sorveteria de Brusque (SC) resolveu realizar uma ação no centro da cidade e colocou picolés à venda sem vendedores. É o próprio cliente quem escolhe o sorvete e realiza o pagamento via Pix ou com moedas em uma caixinha.

A campanha, chamada "Confiança no Palito", começou nesta semana e testa a honestidade dos clientes. Os picolés são vendidos por um "valor simbólico" de R$ 1, segundo o dono da sorveteria Qmay, Max Alves de Moraes.

Está dando certo. Não tivemos nenhum prejuízo, pelo contrário. As pessoas até pagam mais."
Max Alves de Moraes

A ação já era realizada em duas empresas da cidade, e sempre deu certo. Por isso, o proprietário teve a ideia de colocar o carrinho também na rua.

Diariamente, cerca de 500 picolés são colocados à venda na rua, e podem ser repostos à medida que acabam. A expectativa do empresário é de que o carrinho fique no centro da cidade nos dias de sol do verão. O horário de funcionamento da campanha é das 10h30 às 18h.