IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Após acordo, Carrefour pagará 883 bolsas para estudantes negros

Lista de contemplados foi divulgada no site do Cebraspe - Getty Images
Lista de contemplados foi divulgada no site do Cebraspe Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

16/02/2023 13h53

O Carrefour vai pagar 883 bolsas de estudos para estudantes negros. A medida acontece quase três anos após a morte de um cliente negro dentro de uma das unidades da marca. No total, serão oferecidas 305 bolsas para graduação, 223 para especialização, 304 para mestrado e 51 para doutorado, em instituições públicas e privadas.

Serão investidos R$ 68 milhões em bolsas de estudo. As bolsas são focadas em áreas com baixa representatividade de pessoas negras, como: administração, arquitetura e urbanismo, ciências biológicas, ciências da computação, comunicação, direito, economia, engenharia, medicina e odontologia".

O Carrefour diz que o objetivo da iniciativa é "ampliar e estimular o acesso na graduação e pós-graduação" de estudantes negros. A lista de pessoas que foram contempladas com as bolsas está disponível no site do Cebraspe

No total, a empresa vai desembolsar R$ 115 milhões em programas de educação e geração de renda para população negra. Cerca de 30% das bolsas serão destinadas para alunos do Rio Grande do Sul.

Bolsas vêm depois de assassinato de negro no Carrefour

O programa de bolsas faz parte de um acordo entre o Carrefour e autoridades do Rio Grande do Sul. Ele se dá dentro de um Termo de Ajustamento de Conduta assumido pela multinacional francesa após a morte de João Alberto Silveira Freitas.

Freitas morreu após ser espancado por dois seguranças de um Carrefour em Porto Alegre em 2020. Ele era negro e tinha 40 anos.