IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

OPINIÃO

Combustíveis: Abicom defende reoneração contra queda artificial dos preços

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/02/2023 19h02Atualizada em 07/03/2023 12h37

O preço artificial de qualquer produto é sempre ruim para economia, disse o presidente da Abicom (Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis), Sergio Araujo, na edição da noite de hoje do UOL News.

Araujo comentou a reoneração do preço dos combustíveis, anunciada hoje pelo governo federal.

Eu diria que a artificialidade de preço não é boa para ninguém. De fato, a desoneração foi anunciada no ano passado, em um ambiente pré-eleitoral que tinha como objetivo a redução de custo para os usuários de combustível, mas tinha uma previsão para retorno no dia 1º de janeiro."

Contudo, o governo Lula prorrogou a desoneração do diesel e da gasolina até o final de fevereiro. "Acredito que, de fato, se faz necessário o retorno da aplicação dos impostos porque o governo precisa dessa receita para vencer o ano de 2023, como disse o Ministro Haddad", opinou.

CNJ acaba de sepultar Lava Jato ao afastar juiz Marcelo Bretas, diz Carolina Brígido

Também durante participação no UOL News desta terça-feira (28), a colunista do UOL Carolina Brígido afirmou que a decisão do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) de afastar o juiz federal Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Lava Jato na capital fluminense, é o sepultamento da Lava Jato.

A colunista lembrou que três importantes pilares da Lava Jato (Bretas, Sergio Moro e Deltan Dallagnol) foram alvejados nos últimos anos pelo Poder Judiciário.

"A conduta dos três se entrelaça bastante quando a gente vê em retrospecto. Anos atrás, essas três personalidades eram espécies de heróis nacionais, porque conduziram a Lava-Jato, e depois deu no que deu. Várias condenações anuladas, a conduta dos três colocada em xeque e agora Marcelo Bretas com essa faca no pescoço", afirmou.

A Lava-Jato, que era o grande projeto para salvar o país da corrupção, acabou virando um castelo de areia desmoronado na praia neste início de 2023."

Caso Juscelino Filho expõe ausência de agenda anticorrupção do governo Lula, diz Juliana Dal Piva

Ainda no UOL News noite desta terça-feira, a colunista do UOL Juliana Dal Piva comentou a respeito das acusações contra o atual ministro das comunicações Juscelino Filho (União Brasil).

Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, o ministro não informou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) um patrimônio de pelo menos R$ 2,2 milhões em cavalos de raça.

Dal Piva afirmou que as denúncias contra o ministro estão se acumulando, lembrando outros casos, como o que ele mandou asfaltar uma estrada que passa por fazendas da família com dinheiro do orçamento secreto.

Sobre o caso, a colunista afirmou que " governo Lula foge um pouco de também se explicar e cobrar publicamente o ministro Juscelino".

Uma crítica que a gente escuta bastante na oposição é que também não se apresentou ainda nada com relação ao combate à corrupção. Tem várias agendas andando, mas a agenda do combate à corrupção ainda não foi tornada pública pelo governo Lula."

***

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em três edições: às 8h, às 12h e às 18h. O programa é sempre ao vivo.

Quando: de segunda a sexta, às 8h, às 12h e 18h. Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja a íntegra do programa:

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL