IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Hurb tem 48 h para comprovar que pode cumprir com contratos de viagem

Governo dá 48 horas para Hurb comprovar que tem condições financeiras para cumprir com vendas de pacotes de viagens - Postmodern Studio/Shutterstock
Governo dá 48 horas para Hurb comprovar que tem condições financeiras para cumprir com vendas de pacotes de viagens Imagem: Postmodern Studio/Shutterstock

Do UOL, em São Paulo

28/04/2023 07h40Atualizada em 28/04/2023 10h38

O Hurb tem 48 horas para comprovar que tem condições financeiras para honrar os pacotes de viagem que vendeu na pandemia.

O que aconteceu:

A Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor), do Ministério da Justiça, abriu um procedimento administrativo contra o Hurb, antigo Hotel Urbano. Nas últimas semanas, hotéis e pousadas suspenderam reservas feitas pelo Hurb após atrasos ou falta de pagamentos.

O procedimento pode resultar na suspensão das atividades do Hurb. A empresa está sujeita a multa diária de R$ 50 mil caso não se manifeste.

No despacho, a Senacon diz que as evidências sugerem que o Hurb "desencadeou um agressivo processo de capitalização" durante a pandemia "sem se preocupar em reunir condições efetivas para cumprimento das suas obrigações contratuais". O texto foi publicado na edição de hoje do DOU (Diário Oficial da União).

Caso tal hipótese seja confirmada no curso da instrução do procedimento administrativo, se confirmará que a empresa se beneficiou abusivamente das circunstâncias psicológicas e materiais adversas impostas aos consumidores em virtude da necessidade de isolamento social, contexto no qual a contratação de pacotes de viagem se associa fortemente à esperança da conquista de um futuro menos agreste, num dos momentos de maior dificuldade na experiência recente da humanidade.
Trecho de despacho da Senacon sobre o Hurb

Procurado pelo UOL, o Hurb informou que não comenta processos ou ações em andamento por questões legais, mas que "tudo será esclarecido perante o Ministério da Justiça".

Em nota, a empresa acrescentou que preza pela transparência e cuidado com seus viajantes, "por isso está à disposição caso surjam eventuais dúvidas".

Agência de viagens acumula queixas

O Hurb vendeu uma série de pacotes promocionais na pandemia com data de viagem em aberto. Nesse modelo de compra, o consumidor apresenta três opções de datas —e a agência busca promoções de parceiros no período.

Clientes dizem que não conseguem marcar o passeio. Ao menos 20 mil reclamações já foram registradas contra o Hurb no Reclame Aqui.

Hotéis dizem não receber pagamento. Hospedagens mandaram emails para hóspedes avisando que não receberiam mais clientes que contrataram serviços pelo Hurb, porque não estavam mais recebendo da plataforma. As reservas de dezembro ainda não foram pagas, disse Daniel Junqueira, dono do hotel Canto do Ilé em Paraty (RJ) ao UOL.

Hurb diz que "se compromete a seguir as obrigações contratuais do pacote dentro do período vigente em contrato". Em relação aos hotéis que não estão sendo pagos, disse que irá conversar individualmente com cada parceiro. "Por questões legais, detalhes específicos não podem ser abertos. Cerca de 1.300 profissionais estão trabalhando em uma força-tarefa para reverter o cenário, a fim de regularizar toda a situação", disseram.