IPCA
0,42 Mar.2024
Topo

Lula recupera promessa: 'Vamos abrasileirar preços dos combustíveis'

Do UOL, em São Paulo

16/05/2023 11h21Atualizada em 16/05/2023 18h45

Após a Petrobras anunciar uma nova política, o presidente Lula reforçou que irá "abrasileirar" os preços dos combustíveis. Pelas redes sociais, ele recuperou um vídeo da época da eleição, dizendo que "o povo brasileiro viu e votou". Mais tarde, ele fez nova publicação, na qual diz que a decisão é "uma vitória do povo brasileiro".

O que aconteceu:

A Petrobras anunciou hoje o fim da paridade de preços da gasolina e do diesel com o mercado internacional - uma forma de controlar o preço dos combustíveis no mercado brasileiro.

A empresa diz que agora terá mais flexibilidade para praticar preços competitivos. A estratégia comercial tem como premissa preços em equilíbrio com os mercados nacional e internacional, levando em consideração a melhor alternativa aos clientes, disse a companhia.

Segundo a nota da Petrobras, a nova estratégia usa duas referências de mercado: o custo alternativo do cliente, como valor a ser priorizado; e o valor marginal para a Petrobras.

O Brasil é autossuficiente em petróleo, e o custo do nosso petróleo é em real. Nos governos do PT, a gasolina, o álcool e o diesel eram em real. E lutar para abrasileirar os preços dos combustíveis é um compromisso do PT
Lula, em vídeo de campanha de 2022

O presidente Lula (PT) indicava que cumpriria a promessa desde o começo de seu terceiro mandato.

Mais tarde, Lula publicou um novo vídeo, no qual se diz "particularmente feliz" e afirma que a decisão é "uma vitória do povo brasileiro": "é apenas o começo".

O anúncio encerra a subordinação obrigatória ao preço de paridade de importação, mantendo o alinhamento aos preços competitivos por polo de venda, tendo em vista a melhor alternativa acessível aos clientes
Petrobras, por meio de comunicado

Logo após o anúncio do fim da PPI, a empresa anunciou uma redução nos preços da gasolina, diesel e no gás de cozinha para as distribuidoras. Ainda não é possível afirmar se e como a diminuição dessas tarifas vai chegar ao consumidor final, porque o repasse de preço depende de cada revendedor.

Confira como ficarão novos preços

Gasolina: de R$ 3,18 para R$ 2,78 por litro (redução de R$ 0,40, queda de 12,6%)

Diesel: de R$ 3,46 para R$ 3,02 por litro (redução de R$ 0,44, queda de 12,8%)

GLP: de R$ 3,22 para R$ 2,53 por quilo (redução de R$ 8,97 por botijão de 13 kg, queda de 21,3%)