Cresce US$ 14 milhões por hora: fortuna dos 5 maiores bilionários dobrou

A riqueza dos cinco homens mais ricos do mundo mais que dobrou (114%) desde 2020. O dado é do relatório Desigualdade S.A. da Oxfam, divulgado no domingo (14) no início do Fórum Econômico Mundial em Davos.

As fortunas deles, somadas, passaram de US$ 405 bilhões (corrigido pela inflação) para US$ 869 bilhões entre março de 2020 e o final de novembro de 2023 (em média, juntos, eles ficaram US$ 14 milhões —ou R$ 69 milhões— mais ricos por hora).

A perspectiva é de que, em uma década, o mundo terá seu primeiro trilionário.

Quem são os mais ricos

Elon Musk - US$ 245,5 bilhões

Elon Musk
Elon Musk Imagem: Reprodução

Dono da Tesla, SpaceX e X. Elon Musk é dono da fabricante de carros elétricos Tesla, da produtora de foguetes SpaceX e da rede social X (ex-Twitter).

Envolvido em polêmicas. O homem mais rico do mundo já se envolveu em diversos assuntos controversos, como a demissão de funcionários que o criticaram, e suposto uso de drogas, como LSD e ketamina.

X perdeu 71,5% do valor de mercado após Musk. A empresa de investimentos Fidelity considera que o X vale pouco mais de um terço do valor pelo qual foi adquirido. Em outubro de 2022, o bilionário pagou US$ 44 bilhões pelo Twitter —hoje, ele vale US$ 5,3 bilhões.

Continua após a publicidade

Bernard Arnault e família - US$ 191,3 bilhões

Bernard Arnault
Bernard Arnault Imagem: REUTERS/Gonzalo Fuentes

Dono da Louis Vuitton. Bernard Arnault é cofundador, presidente e CEO da LVMH Moet Hennessy Louis Vuitton, comumente chamada de LVMH.

Discreto e pouco conhecido. Arnault é relativamente discreto e pouco conhecido fora da França, mas sua holding gerou uma receita de 64,2 bilhões de euros apenas em 2021.

LVMH tem mais de 75 marcas. Entre as de mais destaque, estão: Bulgari, Dior, Fendi, Givenchy, Louis Vuitton, Sephora, TIffany & Co e a produtora de vinhos Château d'Yquem.

Jeff Bezos - US$ 167,4 bilhões

Continua após a publicidade
Jeff Bezos
Jeff Bezos Imagem: Divulgação

Dono da Amazon. Jeff Bezos criou a gigante do comércio Amazon em 1994. Ele deixou o cargo da empresa em meados de 2021, quando se tornou o presidente executivo dela. Bezos também é fundador da Blue Origin, de transporte espacial.

Pretende doar fortuna. Em uma declaração dada em 2022, o bilionário afirmou que vai doar a maior parte de sua vasta fortuna ainda em vida. Ele e a esposa, Lauren Sánchez, estariam desenvolvendo a "capacidade" para fazer isso e gerar impactos reais.

Abriu mão do comando dos negócios para se dedicar à filantropia. Quando saiu do cargo de CEO da Amazon, Bezos se voltou à filantropia e outros projetos. Ele é responsável pela iniciativa Bezos Earth Fund e prometeu destinar 10 bilhões de dólares ao longo de dez anos para o combate às mudanças climáticas.

Larry Ellison - US$ 145,5 bilhões

Larry Ellison
Larry Ellison Imagem: Reprodução/Wikimedia Commons
Continua após a publicidade

Dono da Oracle. Larry Ellison é presidente, diretor de tecnologia e cofundador da gigante do software Oracle, empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de hardware e softwares e de banco de dados.

Ações da empresa disparam por causa da IA. De acordo com a Forbes, o crescimento da fortuna de Larry Ellison ocorre enquanto as ações da Oracle disparam para máximas históricas, devido à alta demanda por inteligência artificial.

Estilo de vida luxuoso e de extravagâncias. Ellison é conhecido por manter um estilo de vida luxuoso e cheio de extravagâncias. No entanto, o bilionário se comprometeu a doar 95% de sua riqueza para instituições de caridade, como sua fundação de pesquisas médicas.

Warren Buffett - US$ 119,2 bilhões

Warren Buffett
Warren Buffett Imagem: Adam Jeffery/CNBC/NBCU Photo Bank/NBCUniversal via Getty Images

Dono da Berkshire Hathaway. Warren Buffet, também conhecido como "Oráculo de Omaha", é considerado um dos investidores mais bem-sucedidos dos últimos tempos.

Continua após a publicidade

Portfólio de respeito. A holding tem empresas como Apple, Bank of America, American Express, Coca-Cola e a petroleira Chevron em seu portfólio. No ano passado, Buffet chegou a afirmar que a empresa de Tim Cook é o "melhor negócio" de sua companhia —com participação de US$ 151 bilhões em março de 2023.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes