Conteúdo publicado há 22 dias

Loja é acusada de racismo em anúncio de vaga: 'Sem filhos e branca'

Uma loja de Caetité (BA) causou revolta ontem nas redes sociais após fazer um anúncio de vaga de emprego exigindo que a candidata fosse branca e que não tivesse filhos.

O que aconteceu

A loja Sd Presentes disse que a pessoa precisaria ser solteira, sem filhos e se autodeclarasse branca. O estabelecimento também pedia que a candidata fosse ''expressiva, gentil e dócil'', além de ter idade mínima de 18 anos e ensino médio completo. O contrato seria de dois anos e o pagamento 'acima do salário mínimo'.

As exigências foram consideradas misóginas, machistas e racistas pelo Conselho Municipal da Promoção da Igualdade Racial. A postagem gerou uma repercussão negativa no Instagram e foi apagado em seguida.

A prefeitura de Caetité pretende entrar como uma ação no Ministério Público contra a empresa. Os Conselhos da Promoção da Igualdade Racial e dos Direitos da Mulher se colocaram à disposição para tomar medidas na Justiça. ''Seremos sempre contrários às práticas discriminatórias, enfileirando-nos em defesa dos direitos constitucionalmente resguardados'', escreveram em nota de repúdio.

O UOL entrou em contato com o proprietário da Sd Presentes. No entanto, ele preferiu não se pronunciar nesse momento.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora