IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Nikkei sobe quase 3% com desvalorização do iene

10/05/2013 07h56

Por Chikako Mogi

TÓQUIO, 10 Mai (Reuters) - As ações japonesas atingiram máximas em cinco anos e meio nesta sexta-feira, com o dólar ultrapassando o nível simbólico de 100 ienes, mas as ações no restante da Ásia caíram à medida que as ações globais deram uma pausa no recente rali durante a noite.

A queda do iene traz boas perspectivas para os exportadores e as expectativas de lucros fortes levaram o índice Nikkei a uma alta de 2,93 por cento, atingindo o maior nível desde janeiro de 2008.

O índice tem ganho acumulado de 6,4 por cento, caminhando para o maior ganho semanal desde dezembro de 2009, quando saltou 10,4 por cento.

Às 7h48 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 0,81%, depois de ter registrado o maior nível desde julho de 2011 na quinta-feira. Para a semana, o índice caminha para um ganho de 0,8 por cento.

As ações australianas anularam boa parte de ganhos iniciais, encerrando em leve alta de 0,15 por cento, depois de atingirem uma nova máxima em cinco anos, ao passo que fortes ganhos no setor bancário e empresas com exposição ao mercado norte-americano subiram devido aos ganhos do dólar contra o iene.

Mas a desvalorização do iene prejudicou as ações sul-coreanas, que caíram 1,75 por cento devido a preocupações de que o iene mais fraco pode diminuir a competitividade de seus exportadores em relação aos japoneses, apesar de o aumento do dólar ter puxado o won sul coreano fortemente para baixo, para o menor nível em um semana.

Entre as ações chinesas, setores sensíveis ao crescimento mostrando bom desempenho apesar da irregular recuperação econômica. As ações de Hong Kong subiram 0,47 por cento, enquanto o mercado em Xangai avançou 0,62 por cento.

A bolsa de Taiwan teve leve queda de 0,07 por cento, enquanto Cingapura avançou 0,32 por cento.

(Reportagem adicional de Luke Pachymuthu e Lewa Pardomuan em Cingapura)

Economia