Bolsas

Câmbio

Reservas internacionais da China têm tombo recorde de US$ 512,66 bi em 2015

PEQUIM (Reuters) - A China registrou em 2015 queda anual recorde de suas reservas internacionais, acrescentando preocupações sobre a crescente fuga de capitais que está levando o yuan ao menor nível de muitos anos e golpeando os mercados financeiros.

As reservas internacionais do país caíram US$ 512,66 bilhões em 2015, para US$ 3,33 trilhões, mostraram dados do banco central chinês nesta quinta-feira (7).

Somente em dezembro, elas encolheram US$ 107,9 bilhões, queda mensal recorde e mais do que os mercados esperavam. Economistas consultados pela agência de notícias Reuters esperavam que as reservas terminassem o ano em US$ 3,40 trilhões.

Quase dois terços das perdas deste ano vieram entre agosto e dezembro, indicando o alcance das tentativas do banco central de estabilizar o yuan após a surpreendente desvalorização da moeda no dia 11 de agosto deixar os mercados em pânico.

Questões globais sobre a política cambial da China vieram à tona novamente em 2016, com o banco central inesperadamente definindo a taxa referencial do yuan nesta quinta-feira no nível mais fraco em quase cinco anos, permitindo que a moeda se deprecie a um ritmo mais veloz.

(Reportagem por Kevin Yao)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos