Bolsas

Câmbio

Mercado chinês avança com autoridades buscando acalmar temores sobre Reino Unido

XANGAI/SYDNEY, 29 Jun (Reuters) - As bolsas chinesas acompanharam os mercados globais e fecharam em alta, na máxima de três semanas nesta quarta-feira (29), com as autoridades buscando acalmar a ansiedade sobre potenciais mudanças na política cambial de Pequim após o referendo britânico.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 0,48%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,69%.

Em um aparente esforço para aliviar os temores de uma rápida depreciação do yuan, os dois principais jornais oficiais dos mercados disseram em artigos na primeira página nesta quarta-feira que não há vendas de pânico do yuan e que as expectativas do mercado para o valor da moeda continuam estáveis.

Conforme o peso imediato da votação do Reino Unido pela saída da União Europeia perdia força, os investidores apostavam que os bancos centrais vão adotar mais medidas de estímulo e as bolsas asiáticas subiram.

  • Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 1,59%, a 15.566 pontos.
  • Em Hong Kong, o índice Hang Seng subiu 1,31%, a 20.436 pontos.
  • Em Xangai, o índice SSEC ganhou 0,69%, a 2.932 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,48%, a 3.151 pontos.
  • Em Seul, o índice Kospi teve valorização de 1,04%, a 1.956 pontos.
  • Em Taiwan, o índice Taiex registrou alta de 0,95%, a 8.586 pontos.
  • Em Cingapura, o índice Straits Times valorizou-se 1,31%, a 2.792 pontos.
  • Em Sydney, o índice S&P/ASX 200  avançou 0,77%, a 5.142 pontos.

(Reportagem de Samuel Shen, Nathaniel Taplin e Wayne Cole)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos