Bolsas

Câmbio

Encomendas de bens de capital crescem e pedidos de auxílio-desemprego caem nos EUA

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON, 25 Ago (Reuters) - As novas encomendas de bens de capital manufaturados nos Estados Unidos subiram pelo segundo mês consecutivo em julho, com a demanda por máquinas e uma gama de outros produtos aumentando, oferecendo um sinal de que uma desaceleração dos gastos das empresas estava começando a diminuir.

A economia também ganhou um impulso com outro relatório nesta quinta-feira mostrando uma queda inesperada no número de norte-americanos pedindo auxílio-desemprego na semana passada.

O Departamento de Comércio informou que as encomendas de bens de capital, excluindo defesa e aeronaves, cresceu 1,6 por cento no mês passado, o maior ganho desde janeiro.

Esse chamando núcleo de encomendas de bens de capital avançou 0,5 por cento em junho. A alta de julho marcou o primeiro ganho na comparação com o mesmo mês do ano passado desde Janeiro de 2015. Economistas consultados pela Reuters previam que as encomendas de bens de capital subiriam apenas 0,3 por cento no mês passado.

Em um relatório separado nesta quinta-feira, os pedidos iniciais de auxílio-desemprego caíram em 1 mil, para 261 mil em dados ajustados sazonalmente, na semana encerrada em 20 de agosto, informou o Departamento de Trabalho. Essa foi a terceira semana seguida de queda nos pedidos.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que pedidos subissem para 265 mil na semana passada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos