Bolsas

Câmbio

Gastos do consumidor e renda nos EUA sobem em outubro

Lucia Mutikani

WASHINGTON, 30 Nov (Reuters) - Os gastos do consumidor nos Estados Unidos aumentaram menos do que o esperado em outubro, uma vez que as famílias aproveitaram a alta da renda para aumentar a poupança à máxima de sete meses, mas permaneceram suficientemente fortes para sustentar o crescimento econômico no quarto trimestre.

O Departamento de Comércio informou nesta quarta-feira que os gastos dos consumidores, que representam cerca de 70 por cento da atividade econômica dos EUA, cresceram 0,3 por cento, após alta de 0,7 por cento em setembro em dado revisado.

Economistas consultados pela Reuters esperavam alta de 0,4 por cento dos gastos no mês passado. Anteriormente o departamento havia informado alta de 0,5 por cento dos gastos em setembro.

Os dados vieram na sequência de relatórios do mercado imobiliário, indústria, do mercado de trabalho e da inflação que sugeriram que a economia manteve sua força no início do quarto trimestre, após ter crescido ao ritmo mais rápido em dois anos no período entre julho e setembro.

O governo informou na terça-feira que o Produto Interno Bruto cresceu a uma taxa anual de 3,2 por cento no terceiro trimestre, impulsionado pelos fortes gastos dos consumidores e pelo aumento nas exportações de soja. 

Com os gastos dos consumidores se firmando, a inflação continuou a subir de forma constante. O índice PCE de preços subiu 0,2 por cento, após alta similar em setembro.

Excluindo alimentos e energia, o chamado núcleo do PCE subiu 0,1 por cento após subir pela mesma margem em setembro. O núcleo do PCE sobe pela mesma margem há três meses seguidos.

O núcleo do índice PCE é a medida de inflação preferida do Federal Reserve, banco central norte-americano, e está abaixo da meta de 2 por cento. A inflação firme e o fortalecimento da economia podem encorajar o Fed a elevar os juros no próximo mês.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos