Bolsas

Câmbio

Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA atingem maior nível em mais de 2 anos

WASHINGTON (Reuters) - O número de norte-americanos que solicitaram auxílio-desemprego saltou para o nível mais alto em mais de dois anos na semana passada, com o aumento dos pedidos no Texas após a passagem do furacão Harvey, embora a tendência geral ainda siga consistente com um mercado de trabalho mais firme.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego subiram 62 mil na semana encerrada em 2 de setembro, para 298 mil em dados ajustados sazonalmente, nível mais alto desde abril de 2015, informou nesta quinta-feira o Departamento de Trabalho dos EUA.

O aumento semanal foi o maior desde novembro de 2012. Os dados da semana anterior não foram revisados.

Economistas consultados pela Reuters previam que as solicitações subissem para 241 mil na última semana. A média móvel em quatro semanas, considerada uma métrica melhor das tendências do mercado de trabalho, subiu 13.500 no período, a 250.250.

Uma autoridade do Departamento de Trabalho disse que os números da última semana foram afetados pelo furacão Harvey, que devastou partes do Texas, com inundações sem precedentes em Houston.

Os pedidos no Texas aumentaram 51.637 na última semana, conforme mais pessoas ficaram temporariamente desempregadas. Em Louisiana, também atingido pela tempestade, as solicitações subiram 258.

Além disso, os números de pedidos para Califórnia, Havaí, Kansas, Porto Rico, Virgínia e Wyoming foram estimados por causa do feriado do Dia Trabalho na segunda-feira passada.

(Por Lucia Mutikani)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos