CVM edita instrução que altera normas para divulgação de fato relevante

SÃO PAULO (Reuters) - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) editou a instrução 590, alterando as normas que tratam de divulgação e uso de informações sobre ato ou fato relevante, segundo publicação no Diário Oficial da União desta terça-feira.

Entre os destaques, a autarquia determinou as regras para anúncios feitos durante o horário de negociação. Neste caso, o diretor de Relações com Investidores da companhia que necessitar divulgar ato ou fato relevante poderá solicitar suspensão da negociação "pelo tempo necessário à adequada disseminação da informação", informa o texto.

Ainda conforme a CVM, o pedido sempre deverá ser feito simultaneamente às bolsas de valores e entidades do mercado de balcão organizado nacionais e estrangeiras em que os valores mobiliários de emissão da companhia sejam negociados.

A instrução, que entra em vigor nesta terça-feira, também determina que a CVM, a bolsa e a entidade do mercado de balcão organizado poderão, a qualquer momento, exigir do diretor de Relações com Investidores esclarecimentos sobre a divulgação de ato ou fato relevante.

(Por Gabriela Mello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos