Bolsas

Câmbio

Bitcoin perde força após atingir novo recorde a US$ 11,8 mil

Jemima Kelly

LONDRES, 4 Dez (Reuters) - A moeda digital bitcoin chegou a recuar abaixo de US$ 11 mil nesta segunda-feira (4), depois de atingir um novo recorde de quase US$ 11.800 no domingo, segundo dados da operadora baseada em Luxemburgo Bitstamp.

A bitcoin, que começou o ano valendo US$ 1.000, avançou no domingo a US$ 11.799,99. A moeda é negociada 24 horas por dia, sete dias por semana.

Não ficou claro o que causou a valorização do fim de semana além de um influxo de novos investidores que estão aproveitado a valorização da moeda.

Leia também:

"Os aumentos de preços estão vinculados ao contínuo interesse da mídia diante da expectativa pelos negócios de contratos futuros na CME", disse Charles Hayter, fundador do site de análise Cryptocompare. Ele se referiu às notícias de sexta-feira sobre autorização nos Estados Unidos para as operadoras de bolsa CME e CBOE listarem contratos futuros de bitcoin.

Às 12h40, a bitcoin era negociada a US$ 11.213 na Bitstamp, uma valorização acima de 100% ao longo das últimas três semanas.

O recorde da bitcoin no domingo ocorreu no mesmo dia em que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou o lançamento da "petro", uma criptomoeda que será lastreada em reservas de petróleo.

Bitcoin é fraude? Entenda por que bancos querem distância das criptomoedas

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos