PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Sindicato do PSA briga enquanto trabalhadores da Opel resistem a cortes

20/04/2018 18h51

(Reuters) - O corte de empregos na Opel vai economizar dinheiro suficiente para atingir as metas de recuperação do grupo PSA, disse o presidente do conselho de trabalhadores nesta sexta-feira, num momento em que a rejeição de novas concessões por funcionários da montadora começa a atrair críticas de outros sindicatos do PSA.

O grupo pretende excluir 3.700 empregos em um programa de demissões voluntárias, com 2 mil candidatos já identificados, contou Wolfgang Schaefer-Klug.

"Não estou preocupado em cumprir as metas de custo", disse o presidente do trabalho em coletiva. "A escala de aceitação das ofertas de compra significa que agora é uma questão de saber se temos pessoal suficiente para gerenciar a carga de trabalho atual".

O grupo se recusou a comentar sobre a meta de cortes de empregos.

O PSA, que no ano passado pagou 2,6 bilhões de dólares para a General Motors pela situação deficitária da Opel e da britânica Vauxhall, também está exigindo restrições salariais e outros sacrifícios dos trabalhadores, na tentativa de recuperar a rentabilidade em 2020.

As tensões aumentaram desde que os trabalhadores da Opel rejeitaram as exigências de renunciarem ao aumento salarial de 4,3 por cento negociado em todo o país em troca do compromisso da PSA de atribuir um novo modelo à fábrica de Eisenach, na Alemanha central, garantindo o futuro da unidade.

A chanceler alemã, Angela Merkel, expressou preocupação nesta semana com os planos do PSA. O presidente-executivo, Carlos Tavares, teve uma conversa telefônica "aberta e construtiva" nesta sexta-feira com os ministros da Economia e do Trabalho da Alemanha, Peter Altmaier e Hubertus Heil, informou a companhia.

A Force Ouvriere (FO), o maior grupo de trabalhadores da PSA na França, também teve peso nesta sexta-feira, pedindo que o sindicato alemão IG Metall "assuma mais responsabilidade" pelos cortes de custos necessários.

(Por Edward Taylor e Laurence Frost)