PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Índices acionários da China despencam com novas ameaças comerciais de Trump

19/06/2018 07h58

XANGAI (Reuters) - As ações de Xangai despencaram quase 4% nesta terça-feira (19), para a mínima de dois anos, enquanto o yuan caiu para o menor nível em mais de cinco meses em relação ao dólar, uma vez que as novas ameaças tarifárias de Washington contra a China aumentaram os indícios de uma guerra comercial plena.

As perdas, que acontecem apesar de uma injeção de liquidez inesperada pelo banco central, podem desencadear uma espiral descendente que pode tirar dos trilhos a tentativa de Pequim de atrair grandes listagens internacionais, particularmente de gigantes de alta tecnologia.

Leia também:

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 3,55%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 3,82%, depois de chegar a cair mais de 5% durante o pregão.

Enquanto isso, o yuan enfraqueceu para uma mínima de 6,4754 por dólar, nível mais fraco desde 12 de janeiro.

"É o momento mais sombria e o momento mais agonizante do primeiro semestre deste ano... há vítimas de desastres em todos os lugares", escreveu Zhang Yidong, estrategista da Industrial Securities, nesta terça-feira, em nota.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou impor tarifa de 10% sobre US$ 200 bilhões em bens chineses, e Pequim alertou que irá retaliar, em um rápido agravamento do conflito comercial entre as duas maiores economias do mundo.

O restante do mercado asiático também foi pressionado pelas ameaças do presidente dos EUA de novas tarifas e pelo agravamento da disputa comercial entre norte-americanos e chinesas.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 1,99% às 7h57 (horário de Brasília).

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,77%, a 22.278 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 2,78%, a 29.468 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 3,82%, a 2.906 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 3,55%, a 3.620 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 1,52%, a 2.340 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 1,65%, a 10.904 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,68%, a 3.301 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,03%, a 6.102 pontos.

Será que a China é mesmo um país comunista?

UOL Notícias