ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Índices da China têm pior semana em quase cinco meses

22/06/2018 07h25

XANGAI (Reuters) - Os mercados acionários da China fecharam em alta nesta sexta-feira, mas registraram a pior perda semanal desde o início de fevereiro uma vez que as preocupações com uma guerra comercial em larga escala entre China e Estados Unidos prejudicaram a confiança do investidor.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,45 por cento, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,49 por cento, depois de atingir nova mínima de dois anos no início do pregão.

Na semana, o SSEC caiu 4,4 por cento, enquanto o CSI300 perdeu 3,8 por cento, ambos registrando a pior semana desde o início de fevereiro.

Havia poucos sinais de alívio nas tensões comerciais entre China e EUA. O secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, afirmou na quinta-feira que os EUA precisam dificultar que seus parceiros comerciais tenham barreiras comerciais altas para alcançar o objetivo do presidente Donald Trump de tarifas mais baixas.

Já o índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha alta de 0,46 por cento às 7h21 (horário de Brasília), recuperando-se depois de ter atingido mais cedo a mínima em seis meses diante de sinais de que a disputa entre EUA e China começa a prejudicar os lucros coporativos.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,78 por cento, a 22.516 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,15 por cento, a 29.338 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,49 por cento, a 2.889 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,45 por cento, a 3.609 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,83 por cento, a 2.357 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,38 por cento, a 10.899 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,38 por cento, a 3.287 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,11 por cento, a 6.225 pontos.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia