ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Índices acionários europeus caem após enfraquecimento do iuan alimentar preocupação comercial

Por Helen Reid e Julien Ponthus

28/06/2018 13h50

LONDRES (Reuters) - Os mercados acionários europeus recuaram nesta quinta-feira, com a queda do iuan intensificando as tensões comerciais e encorajando os investidores a venderem ativos de risco e a procurarem pela segurança.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,76 por cento, a 1.475 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,82 por cento, a 377 pontos, com as ações de tecnologia e de fabricantes de automóveis tendo as maiores perdas.

"Os investidores estão realizando lucro com os ganhos de ontem, enquanto as tensões comerciais continuam vivas e bem", escreveu David Madden, analista do CMC Markets, acrescentando que uma recuperação duradoura para as ações é improvável sem um progresso tangível nas negociações comerciais.

As ações de tecnologia tiveram o pior desempenho, recuando 2,6 por cento, uma vez que as preocupações sobre as tarifas se espalharam para o setor que até então era considerado relativamente resiliente aos distúrbios comerciais.

Os fabricantes de chips STMicro, Infineon e ASML estavam entre as maiores perdas, caindo 5,1, 4,2 e 2,9 por cento respectivamente.

O índice do setor automotivo caiu 2,4 por cento, com o alerta de lucro da empresa de iluminação Osram renovando a ansiedade sobre as tarifas de automóveis e seu impacto.

A Osram despencou mais de 20 por cento depois de afirmar que as restrições ao comércio e às vendas que afetam os fabricantes de automóveis haviam criado "uma incerteza considerável".

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,08 por cento, a 7.615 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,39 por cento, a 12.177 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,97 por cento, a 5.275 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,58 por cento, a 21.432 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,72 por cento, a 9.589 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,67 por cento, a 5.554 pontos.

Mais Economia