Bolsas

Câmbio

Leilão de linhas de transmissão tem deságios de mais de 50% nos primeiros lotes

SÃO PAULO (Reuters) - O leilão de concessões para a construção de novas linhas de transmissão de energia que governo e Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) promovem nesta quinta-feira começou com forte apetite dos investidores, que nas primeiras rodadas apresentaram propostas pelos empreendimentos que implicam em deságio de mais de 50 por cento frente à receita teto definida para a licitação.

O primeiro lote do certame foi arrematado pela Cteep, controlada pela colombiana Isa, com 66,65 por cento de deságio, o maior da disputa até o momento. A empresa chegou a firmar parceria com a Taesa pelo projeto, mas a sócia optou por exercer direito de retirada do consórcio.

A Zopone Engenharia arrematou o lote 2, com deságio de 51,94 por cento, enquanto a indiana Sterlite Power ficou com os lotes 3 e 4 ao oferecer descontos de 58,54 por cento e 57,16 por cento frente à receita teto.

Todos os lotes ofertados até por volta das 17h10 receberam diversas propostas, com intensa concorrência. A Aneel informou que no total 47 empresas e consórcios se habilitaram para o leilão.

O grande apetite dos investidores pelos empreendimentos já era previsto por especialistas, mas superava expectativas no início do certame, mesmo após uma disputa judicial ter atrasado por sete horas o início da disputa, que começou às 16h após governo e Aneel derrubarem uma liminar que suspendia o pregão.

(Por Luciano Costa; edição de Roberto Samora)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos