PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Vale anuncia remuneração de R$ 7,7 bi e recompra de até US$ 1 bi em ações

Por Marta Nogueira

25/07/2018 19h37

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A mineradora Vale anunciou nesta quarta-feira (25) que seu Conselho de Administração aprovou pagamento de remuneração ao acionista de R$ 7,694 bilhões, o equivalente a R$ 1,48 por ação, sendo R$ 6,8 bilhões na forma de juros sobre capital próprio e R$ 892,6 milhões na forma de dividendos.

O pagamento da remuneração, referente ao primeiro semestre, ocorrerá em 20 de setembro de 2018. Segundo a empresa, será a maior remuneração de um semestre desde 2014.

Maior produtora e exportadora global de minério de ferro, a Vale publicou nesta quarta-feira seu resultado no segundo trimestre do ano.

No relatório, a empresa enfatizou que a nova política de dividendos da Vale é o "começo de uma nova era para os seus acionistas".

Adicionalmente, o Conselho de Administração aprovou a proposta da Diretoria Executiva para iniciar um programa de recompra de ações ordinárias limitado ao máximo de 80 milhões de ações ordinárias e suas respectivas ADSs, e ao valor máximo de US$ 1 bilhão.

A decisão, segundo a empresa, reflete "a confiança dos administradores de que recomprar as próprias ações da Vale é um dos melhores investimentos para os recursos excedentes da companhia, após a forte geração de caixa do primeiro semestre de 2018, o perfil acelerado de desalavancagem e a perspectiva positiva para o desempenho operacional e financeiro da Vale".

O programa de recompra terá a duração de até 365 dias, e as ações recompradas serão canceladas após a conclusão do programa e/ou alienadas através dos programas de remuneração de executivos.

A empresa registrou um lucro líquido de R$ 306 milhões no segundo trimestre, cerca de cinco vezes maior que o registrado no mesmo período de 2017 (R$ 60 milhões), mas uma queda acentuada na comparação com o registrado no primeiro trimestre, quando somou R$ 5,1 bilhão, com o resultado fortemente impactado pelo câmbio.