PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

PMI oficial de indústria da China tem alta inesperada em agosto mas alívio pode não durar

31/08/2018 07h01

Por Lusha Zhang e Elias Glenn

(Reuters) - O crescimento do setor industrial da China acelerou inesperadamente em agosto após dois meses de recuo, oferecendo algum alívio para a economia em desaceleração no momento em que os Estados Unidos elevam as tarifas sobre os produtos chineses.

Esse alívio, entretanto, pode ser breve. As encomendas para exportação encolheram pelo terceiro mês seguido, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) oficial, sugerindo que uma série de ações comerciais dos EUA começa a afetar a economia.

O PMI oficial de indústria divulgado nesta sexta-feira subiu a 51,3 em agosto de 51,2 em julho, permanecendo acima da marca de 50 que separa crescimento de contração pelo 25º mês seguido.

Analistas consultados pela Reuters projetavam queda pelo terceiro mês seguido, a 51,0.

A autoridade do escritório de estatísticas Zhao Qinghe afirmou em comunicado que o PMI mostra que o setor industrial da China continua a expandir em ritmo constante.

Mas reconheceu que os atritos comerciais e outras incertezas externas estão afetando as exportações e importações.

As novas encomendas para exportações, indicador de atividade futura, contraíram pelo terceiro mês seguido, com o subíndice caindo para 49,4, nível mais baixo desde fevereiro, de 49,8 em julho.

Já o PMI oficial de serviços avançou para 54,2 em agosto, de 54,0 em julho.