ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Pátria e Shell têm aval do Cade para comprar fatia em projeto de térmica no RJ

04/09/2018 11h23

SÃO PAULO (Reuters) - O fundo de investimento em participações Pátria Infra FIP, gerido pela Pátria Infraestrutura e pela Shell Brasil, da petroleira Shell , teve aprovada sem restrições no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a compra de fatia em uma termelétrica no Rio de Janeiro, segundo despacho do órgão antitruste no Diário Oficial da União desta terça-feira.

Pelo acordo, o Pátria Infra FIP vai adquirir junto à atual controladora, Mitsubishi Hitachi Power Systems Americas, uma participação na Marlim Azul Energia, que conquistou em leilão do governo no ano passado contratos para construir a termelétrica Vale Azul II, com 466 megawatts em capacidade, que será instalada em Macaé (RJ).

Segundo o Cade, havia um acordo formalizado entre as empresas em maio pelo qual o Pátria Infra FIP e a Shell poderiam explorar uma joint venture para o projeto.

Os termos da transação não foram relevados pelo Cade, que informou apenas tratar-se de um negócio "sem aquisição do controle".

"Da perspectiva do Pátria Infra FIP, esse investimento é uma oportunidade na área de infraestrutura compatível com seus objetivos a longo prazo. Por outro lado, para a Shell isso permitirá que ela construa capacidade de desenvolvimento de energia no Brasil", afirmou o Cade em seu parecer, que não viu "preocupações concorrenciais" na transação.

O órgão disse ainda que "a Shell provavelmente ficará responsável pelo fornecimento de gás" ao empreendimento após o fechamento da operação.

A térmica Vale Azul II deverá receber investimentos de cerca de 1,2 bilhão de reais, segundo informações da licitação que viabilizou o empreendimento, divulgadas pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

(Por Luciano Costa)

Mais Economia