PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Cotações

BC da Rússia mantém taxa de juros e diz que vai estudar se altas são necessárias

Por Andrey Ostroukh e Maria Kiselyova

26/10/2018 08h23

MOSCOU (Reuters) - O banco central da Rússia deixou inalterada sua taxa de juros em 7,5 por cento nesta sexta-feira, mas afirmou que vai estudar se altas são necessárias para lidar com os riscos à sua meta de inflação e à estabilidade financeira.

A decisão do banco central ficou em linha com a expectativa em pesquisa da Reuters junto a analistas, que citavam o fato de o rublo ter se estabilizado nas últimas semanas e a redução de novas sanções dos Estados Unidos contra Moscou.

"O mercado financeiro doméstico se estabilizou no período desde a reunião anterior do conselho. Entretanto, riscos pró-inflacionários permanecem elevados, especialmente no horizonte de curto prazo", disse o banco central em comunicado.

"A incerteza com as condições externas futuras persistem."

O rublo enfraqueceu ligeiramente para 65,81 contra o dólar após a decisão, ante níveis de 65,77 pouco antes.

O banco central afirmou que o balanço de risco permanece voltado para riscos de inflação mais alta. O controle da inflação é seu principal mandato.

A queda do rublo para o nível mais fraco desde 2016 em agosto deste ano levou o banco central a reverter seu ciclo de cortes de juros em setembro e elevar a taxa pela primeira vez desde o final de 2014.

"O Banco da Rússia vai avaliar a necessidade de mais aumentos nos juros, levando em conta a inflação e a dinâmica econômica contra a previsão, bem como riscos apresentados por condições externas e a reação dos mercados financeiros", disse o banco central.

Cotações