PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

IGP-10 fecha ano com alta acumulada de 7,92% após cair 1,23% em dezembro, maior deflação mensal da série

14/12/2018 08h17

SÃO PAULO (Reuters) - Os preços no atacado e no varejo recuaram e o Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) passou a recuar 1,23 por cento em dezembro, registrando a maior deflação da série histórica e encerrando o ano com alta acumulada de 7,92 por cento, mostraram os dados divulgados nesta sexta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

A expectativa em pesquisa da Reuters era de queda de 1,17 por cento, na mediana das projeções. Em novembro, o indicador havia registrado queda de 0,16 por cento.

No mês, o Índice de Preços ao Produtor Amplo-10 (IPA-10), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60 por cento do índice geral, caiu 1,83 por cento, sobre queda de 0,37 por cento em novembro, encerrando 2018 com alta de 10,01 por cento.

No IPA, o grupo de Bens Intermediários passou a ter queda de 2,75 por cento, após um avanço de 0,30 por cento em dezembro, com destaque para o subíndice de materiais e componentes para a manufatura.

Para o consumidor os preços ficaram mais baratos em dezembro, uma vez que o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10), que responde por 30 por cento do índice geral, passou a recuar 0,09 por cento em novembro, sobre avanço de 0,29 por cento no mês anterior. No acumulado do ano, o IPC-10 registrou alta de 4,09 por cento.

No mês, o destaque ficou para o grupo de Transportes, que teve queda de 1,02 por cento, depois de avançar 0,33 por cento no mês anterior.

O Índice Nacional de Custo da Construção-10 (INCC-10), por sua vez, desacelerou a 0,12 por cento em dezembro, depois de um avanço de 0,27 por cento em novembro, encerrando o ano com alta acumulada de 3,82 por cento.

O IGP-10 calcula os preços ao produtor, consumidor e na construção civil entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

(Por Stéfani Inouye)