IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Cotações


Cotações

Alphabet pressiona Nasdaq, mas Apple sobe no pós-mercado com balanço

Por Caroline Valetkevitch

2019-04-30T17:25:21

30/04/2019 17h25

NOVA YORK (Reuters) - O índice Nasdaq fechou em queda nesta terça-feira, pressionado pelo tombo nas ações da Alphabet, controladora do Google, depois de a empresa divulgar receita abaixo do esperado, enquanto a Apple cedeu antes de reportar seus números trimestrais.

Nesta terça-feira, o Dow Jones subiu 0,15 por cento, para 26.592,91 pontos. O S&P 500 ganhou 0,10 por cento, para 2.945,83 pontos. E o Nasdaq Composto caiu 0,66 por cento, a 8.095,39 pontos.

No acumulado de abril, o Dow subiu 2,6 por cento, o S&P 500 ganhou 3,9 por cento, e o Nasdaq somou 4,9 por cento.

Os três principais índices registraram seus melhores ganhos mensais desde janeiro, concluindo um mês que levou o S&P 500 e o Nasdaq de volta às máximas recordes e ajudou a restaurar a crença dos investidores no período de altas do mercado ("bull market"), que já se estende por uma década.

Uma temporada de balanços menos frágeis que o esperado, dados econômicos positivos e sinais de progresso nas negociações comerciais entre EUA e China ajudaram a impulsionar os ganhos recentes.

Especificamente nesta terça, as ações da Alphabet pressionaram o Nasdaq e limitaram os ganhos do S&P 500. Os papéis da controladora do Google caíram 7,5 por cento, flertando com o pior dia desde janeiro de 2012. A empresa registrou o menor crescimento de receita em três anos.

O índice S&P para o setor de serviços de comunicação <.SPLRCL> caiu 2,5 por cento, arrastado pela Alphabet. O índice teve a maior queda percentual diária em cerca de quatro meses.

"O grande ponto negativo hoje são as questões relacionadas a alguns papéis de grandes empresas de tecnologia. A Alphabet foi golpeada e a Apple caiu (na sessão regular)", disse Bucky Hellwig, vice-presidente sênior da BB&T Wealth Management.

"Mas, no geral, as coisas para o mercado parecem bem decentes: um Fed amigável, juros baixos, lucros crescentes. Não há nada melhor que isso."

No pregão regular, as ações da Apple caíram 1,9 por cento, mas inverteram o curso no pós-mercado e subiam 4,3 por cento, após a empresa reportar seu balanço trimestral. Os contratos futuros do S&P 500 subiam 0,4 por cento na negociação estendida.

Com mais da metade das empresas do S&P 500 já com balanços divulgados, os analistas agora esperam que os lucros do primeiro trimestre tenham subido ligeiramente, uma reversão ante a queda de 2 por cento estimada no início do mês, segundo dados do Refinitiv.

O mercado aguarda a decisão de política monetária do Federal Reserve, prevista para a quarta-feira.

(Reportagem adicional de Shreyashi Sanyal e Sruthi Shankar)

Mais Cotações