PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Cotações

Índices europeus têm alta com ações defensivas em meio a perspectivas comerciais pessimistas

10/05/2019 14h38

Por Aaron Saldanha

(Reuters) - Os índices acionários europeus subiram nesta sexta-feira, com os papéis da Thyssenkrupp e setores defensivos ajudando as ações do continente a evitar as perdas vistas nos mercados norte-americanos, que continuavam preocupados com as relações comerciais entre China e Estados Unidos.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,25%, a 1.481 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,32%, a 377 pontos, um dia depois de encerrar em uma mínima de um mês e meio. O índice pan-europeu ainda registrou seu maior declínio semanal neste ano, com queda de 3,4%, prejudicado por preocupações comerciais.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que não tem pressa em assinar um acordo comercial com a China, no momento em que um novo conjunto de tarifas dos EUA entra em vigor, frustrando as esperanças de que as duas maiores economias do mundo cheguem a um acordo comercial de última hora.

Os investidores europeus mexeram em suas carteiras acionárias uma vez que se preparavam para mais volatilidade no segundo dia de negociações comerciais entre EUA e China, com ações defensivas ganhando popularidade ao longo da sessão.

O índice alemão DAX subiu 0,7%, com a Thyssenkrupp - também a maior ganhadora do STOXX 600 -, avançando 28,2% diante de cobertura de posições vendidas após notícias de que a empresa pretende listar seu negócio de elevadores e iniciar uma nova reestruturação.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,06%, a 7.203 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,72%, a 12.059 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,27%, a 5.327 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,28%, a 20.874 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,25%, a 9.117 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,09%, a 5.163 pontos.

Cotações