PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

BC do Japão debateu custos de flexibilização em definição de orientação de juros, mostra ata

25/06/2019 08h20

Por Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - Autoridades do banco central do Japão debateram a necessidade de estarem vigilantes com o aumento do custo da flexibilização monetária prolongada quando adotaram em abril a promessa de manter a taxa de juros ultrabaixa por pelo menos um ano, mostrou a ata de sua reunião de revisão de juros.

A crescente conscientização dos riscos de sua política monetária reitera o desafio que o Banco do Japão enfrentará se acelerar um programa de estímulo já massivo para combater uma possível próxima recessão.

Na reunião de abril, o Banco do Japão manteve sua política monetária, mas esclareceu sua orientação futura - ou seu compromisso com a trajetória futura da política monetária - dizendo que manterá baixa a atual taxa de juros "pelo menos até a primavera de 2020".

A decisão foi impulsionada pelo aumento das incertezas econômicas globais e pela projeção de atrasos para atingir a difícil meta de inflação de 2% do Banco do Japão, informou a ata divulgada nesta terça-feira.