PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Cotações

S&P 500 bate máxima histórica com expectativa de acordo sobre comércio

01/07/2019 17h22

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK (Reuters) - Os mercados de ações nos Estados Unidos fecharam em alta nesta segunda-feira, embora a alguma distância das máximas de mais cedo, com ganhos ditados pelo setor de tecnologia, diante do otimismo quanto ao progresso nas negociações comerciais entre EUA e China e de sinais de provável cancelamento de sanções contra a chinesa Huawei.

O índice Dow Jones subiu 0,44%, a 26.717 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,77%, a 2.964 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 1,1%, a 8.091 pontos.

Apesar de perder parte do impulso inicial, o S&P 500 ainda conseguiu fechar em máxima recorde, depois de Estados Unidos e China concordarem no sábado em retomarem negociações comerciais.

Além disso, o presidente norte-americano, Donald Trump, também ofereceu concessões, incluindo a não imposição de novas tarifas de importação e uma flexibilização das restrições à Huawei Technologies, enquanto a China concordou em fazer novas compras não especificadas de produtos agrícolas dos EUA.

Mesmo assim, os índices acionários devolveram boa parte dos ganhos de mais cedo, com investidores questionando se o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) será tão "dovish"(inclinado a afrouxamento monetário) como esperado anteriormente, em meio à cautela com uma semana de menor liquidez no mercado devido ao feriado de 4 de julho.

"Houve comemoração na abertura. A questão é que se parte dessa incerteza comercial se dissipar... isso diminui a probabilidade do Fed atuar", disse Willie Delwiche, estrategista de investimentos da Robert W. Baird.

As ações de tecnologia, setor com melhor desempenho neste ano, subiram 1,45% nesta sessão. A alta de 1,83% da Apple, com forte peso na composição dos índices, deu o maior impulso ao mercado.

Fabricantes de chips, com uma considerável exposição de receitas à China, saltaram quase 5% na máxima da sessão, antes de desacelerarem os ganhos no fechamento para 2,65%, conforme o índice Philadelphia de semicondutores. Micron Technology, fornecedora da Huawei, apreciou-se em 3,9%.

PUBLICIDADE

Cotações