PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Câmara aprova regime de urgência para projeto do saneamento básico

11.jul.2018 - Falta de saneamento básico em ruas e canais no bairro da Terra Firme, periferia de Belém, no Pará - Antonio Cicero/Photo Press/Folhapress
11.jul.2018 - Falta de saneamento básico em ruas e canais no bairro da Terra Firme, periferia de Belém, no Pará Imagem: Antonio Cicero/Photo Press/Folhapress

Maria Carolina Marcello

Em Brasília

28/11/2019 09h40

Resumo da notícia

  • Projeto atualiza o marco legal do saneamento básico
  • Por 269 votos a 113, passa a tramitar em regime mais célere na Casa
  • Ele prevê que contratos de concessão e de programa existentes na data da publicação da lei valerão até o fim do prazo contratual

A Câmara dos Deputados aprovou ontem um requerimento para conferir urgência a projeto que atualiza o marco legal do saneamento básico.

Por 269 votos a 113, o projeto passa a tramitar em regime mais célere na Casa.

O projeto prevê que contratos de concessão e contratos de programa existente na data da publicação da lei irão permanecer em vigor até o fim do prazo contratual. Também permite que os contrato de programas já em curso possam ser convertidos em contratos de concessão, podendo ter seus prazos prorrogados por uma única vez, na intenção de amortizar investimentos.

Pelo substitutivo do relator, deputado Geninho Zuliani (DEM-SP), os contratos de programa poderão ser prorrogados por até cinco anos, desde que fiquem comprovados a cobertura de 90% do serviço de abastecimento de água e de 60% do serviço de coleta e tratamento de esgoto e que o prazo final não seja superior a 31 de dezembro de 2033.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas

Falta de saneamento afeta milhões de brasileiros

redetv
PUBLICIDADE