PUBLICIDADE
IPCA
0,25 Fev.2020
Topo

Gol decide cortar salários e reduzir jornadas de funcionários

19/03/2020 18h31

SÃO PAULO, 19 Mar (Reuters) - A companhia aérea Gol anunciou nesta quinta-feira corte de 35% nos salários de seus funcionários, com redução proporcional de jornada, em medida para enfrentar os impactos de queda da demanda causados pela pandemia de coronavírus.

A decisão também foi tomada pela Latam, informou uma fonte próxima do assunto à Reuters mais cedo, mas neste caso o corte será de 50%.

Segundo a Gol, que tem mais de 16 mil funcionários, os salários dos executivos - diretores, vice-presidentes e presidente-executivo - serão inicialmente cortados em 40% entre os meses de abril e junho. Não ficou imediatamente claro se o período de redução salarial dos executivos é o mesmo dos funcionários da companhia.

A companhia aérea brasileira também informou que vai adiar o pagamento do programa de participação nos lucros e resultados (PLR) de 2019 para a partir de agosto deste ano.

A ação da Gol encerrou o dia em alta 11,6%, a 6,25 reais. O Ibovespa subiu 2,15%, em dia de caça a barganhas após fortes quedas disparadas pelo pânico em torno da pandemia.

Economia