PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

J.C. Penney avalia recuperação judicial, dizem fontes

15/04/2020 10h03

Por Mike Spector

NOVA YORK (Reuters) - A JC Penney está avaliando pedir recuperação judicial depois que a pandemia de coronavírus forçou a varejista norte-americana a fechar temporariamente suas 850 lojas de departamento, revertendo seus planos de recuperação, segundo pessoas familiarizadas com o assunto.

A empresa de Plano, no Texas, tem acesso a dinheiro suficiente para sobreviver nos próximos meses, mesmo quando a receita secar por causa do fechamento de lojas, disseram as fontes. Ainda assim, a empresa está contemplando um pedido de recuperação judicial como uma maneira de refazer suas finanças insustentáveis e economizar dinheiro em pagamentos de dívida iminentes, que incluem despesas anuais significativas de juros, acrescentaram as fontes.

Preocupações com o fechamento prolongado de lojas e a escassez contínua de clientes, mesmo quando as lojas reabrirem, também foram consideradas nas deliberações da JC Penney, disseram algumas das fontes.

A JC Penney não tomou nenhuma decisão final sobre como lidar com suas finanças, disseram as fontes. A varejista também está pensando em pedir aos credores espaço para respirar por meio de transações que retrabalhariam a dívida fora dos processos judiciais, disseram as fontes. Existe também a possibilidade de a JC Penney conseguir um financiamento de resgate, disse uma das fontes.

A JC Penney "está envolvida em discussões com seus credores desde meados de 2019 para avaliar opções para fortalecer seu balanço e maximizar sua flexibilidade financeira, um processo que se tornou ainda mais importante à medida que nossas lojas também fecharam devido à pandemia", afirmou uma porta-voz da empresa em um comunicado

A pandemia "criou desafios sem precedentes", disse a porta-voz, acrescentando que a empresa continua focada em seu plano de recuperação e aguarda a reabertura das lojas.

( Reportagem adicional de Jessica DiNapoli em Nova York)

Economia