PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Ibovespa fecha em queda com realização de lucros liderada por Cogna

31/07/2020 17h08

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em queda nesta sexta-feira, com Cogna entre as maiores perdas, em pregão marcado por movimento generalizado de realização de lucros, que, contudo, não atrapalhou mais um resultado mensal positivo na bolsa paulista.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 1,9%, a 103.016,92 pontos, mas encerrou a semana em alta de 0,62% e acumulou elevação de 8,38% em julho. Apesar de quatro meses seguidos de alta, ainda registra perda de 10,92% em 2020. O volume financeiro no pregão desta sexta-feira totalizou cerca de 30,5 bilhões de reais. Os números são preliminares, antes do ajuste de fechamento.

Para o analista gráfico da Clear Corretor Fernando Góes, o Ibovespa ficará um pouco "lateralizado", com chance de chegar aos 107 mil, mas oscilando entre este patamar e os 102 mil pontos, com rotação de posições entre setores.

No exterior, o norte-americano S&P 500 fechou no azul, em sessão marcada pela repercussão a resultados fortes de grande nomes de tecnologia, como Amazon.com, em meio a expectativas de nova rodada de estímulos econômicos.

Em sessão carregada de notícias corporativas locais, COGNA ON desabou 11,84%, com estreia comportada das ações da subsidiária Vasta na norte-americana Nasdaq, mesmo após precificar IPO acima da faixa indicativa.

Na outra ponta, ECORODOVIAS ON subiu 7,51% após seus controladores indiretos Primav e Igli assinarem acordo que contempla uma capitalização da empresa prioritariamente por meio de uma oferta de ações de até 1,8 bilhão de reais.

CIELO ON fechou em alta de 10,33%, em sessão de recuperação, revertendo as perdas da semana, que até a véspera alcançavam mais de 8%.

PETROBRAS PN também terminou no terreno negativo, em baixa de 2,41%, após reportar na noite da véspera prejuízo líquido de 2,7 bilhões de reais no segundo trimestre, revertendo resultado positivo de um ano antes.

GOL PN recuou 3,88%, após prejuízo bilionário no segundo trimestre e sinalização de que seu consumo diário de caixa pode aumentar até quatro vezes nos próximos três meses em comparação ao segundo trimestre.

GRUPO SOMA ON, por sua vez, disparou 11,3% em sua estreia na bolsa paulista, após precificar IPO na última quarta-feira, a 9,90 reais, em operação que movimentou 1,8 bilhão de reais.