PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Cacique Raoni é internado com Covid-19 em hospital do Mato Grosso

31/08/2020 15h06

BRASÍLIA (Reuters) - O cacique Raoni Metuktire, de 89 anos, líder da etnia kayapó, foi internado nesta segunda-feira em um hospital de Sinop, no Mato Grosso, com Covid-19 e sintomas de pneumonia.

De acordo com nota do Instituto Raoni, o estado de saúde do cacique, uma das principais lideranças indígenas brasileiras, é bom e ele está sem febre, respirando normalmente e sem ajuda de oxigênio.

"O motivo (da internação) foi a constatação de alterações na taxa de leucócitos no sangue e sintomas de pneumonia. Exames específicos realizados --tomografia computadorizada e sorologia-- confirmaram Covid-19", informou o instituto.

"Caso seu quadro permaneça estável, o cacique Raoni terá alta em breve. Sua idade inspira cuidados e o cacique Raoni seguirá com assistência médica até ficar completamente recuperado", acrescentou.

Raoni fora internado há cerca de um mês e meio, também em Sinop, com anemia severa e hemorragia digestiva depois de apresentar sintomas de desidratação, úlceras gástricas e inflamação no cólon. De acordo com o instituto que leva seu nome, o cacique apresentava ainda sintomas de depressão depois da morte da sua esposa, no final de junho.

O cacique teve alta depois de nove dias e, ao deixar o hospital, em uma breve declaração, falou sobre sua saúde e sobre a Covid-19.

"Queria falar que a doença chega a qualquer dia e qualquer pessoa. Queria que todas as pessoas pensassem nisso e amassem e respeitassem o outro. Não sabemos o dia de amanhã e a gente deve estar junto, se respeitar. Doença não marca dia quando vem", afirmou.

Maior liderança indígena brasileira, o chefe kyaiapó se tornou conhecido internacionalmente ao viajar o mundo em defesa da Amazônia e se tornou um símbolo da luta contra o desmatamento na região.

Na nota desta segunda-feira, a Fundação Raoni ressalta que a Covid-19 tem afetado crescentemente a terra indígena Capoto/Jarina, no Xingu, onde mora Raoni.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, foram registrados 22.923 casos de Covid-19 entre indígenas no país e 377 óbitos. Já a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) informa que foram confirmados 28.815 casos, com 757 óbitos.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu; Edição de Pedro Fonseca)