PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Diretora do BC reitera impacto de eventos climáticos para a política monetária

Sede do banco central em Brasília - ADRIANO MACHADO
Sede do banco central em Brasília Imagem: ADRIANO MACHADO

21/10/2020 09h46

Eventos climáticos extremos têm se tornado mais frequentes no mundo, com possibilidade de afetar as decisões da autoridade monetária e trazer riscos ao sistema financeiro, reforçou hoje a diretora de Assuntos Internacionais do Banco Central, Fernanda Nechio.

"Riscos climáticos, incêndios, secas, enchentes, temperaturas extremas afetam preços relativos na economia e portanto podem ter impacto nas nossas decisões de política monetária", disse Nechio em seminário virtual da Febraban e do BIS (Banco Internacional de Compensações).

"Esses mesmos eventos extremos põem em risco o sistema financeiro nacional, podendo alterar a demanda por moeda, os valores dos bens físicos, colaterais, além de trazerem riscos financeiros altos para a sociedade como um todo", acrescentou a diretora, ao justificar o fato de a agenda de trabalho do BC ter recentemente incorporado a dimensão da sustentabilidade.