PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Início de construção de moradias nos EUA cai a mínima em 6 meses fevereiro

Construção de casas em Oceanside, Califórnia (EUA) - MIKE BLAKE
Construção de casas em Oceanside, Califórnia (EUA) Imagem: MIKE BLAKE

Lucia Mutikani

17/03/2021 09h40

WASHINGTON (Reuters) - A construção de moradias nos Estados Unidos recuou a uma mínima em seis meses em fevereiro, uma vez que o frio afetou muitas partes do país, em um revés temporário para um mercado imobiliário que permanece sustentado por estoques baixos em meio à forte demanda por casas maiores.

O início de construção de moradias recuou 10,3% no mês passado, para uma taxa anual ajustada sazonalmente de 1,421 milhão de unidades, informou o Departamento do Comércio nesta quarta-feira.

Economistas consultados pela Reuters projetavam queda para 1,560 milhão de unidades em fevereiro.

O forte frio, que foi mais severo no Texas e em outras partes da densamente povoada região Sul na segunda metade de fevereiro, prejudicou as vendas no varejo e a produção industrial.

As construções de moradias caíram nas regiões Nordeste, Meio-Oeste e Sul, mas aumentaram no Oeste. As licenças para construção futura de casas caíram 10,8%, a uma taxa de 1,682 milhão de unidades no mês passado.

A pandemia de Covid-19 direcionou a demanda para casas maiores e mais caras, à medida que milhões de norte-americanos continuam a trabalhar, enquanto a educação remota continua em vigor.

Mas os desafios para o mercado imobiliário, um dos principais motores da recuperação econômica, estão aumentando. A hipoteca de taxa fixa de 30 anos subiu para uma máxima em oito meses de 3,05%, de acordo com dados da agência de financiamento hipotecário Freddie Mac.

As interrupções no fornecimento por causa das restrições relacionadas ao coronavírus estão elevando os preços das commodities, incluindo da madeira, que subiu um recorde de 79,7% em fevereiro em relação ao ano anterior.

A construção de residências unifamiliares, a maior parcela do mercado imobiliário, caiu 8,5% para uma taxa anual ajustada sazonalmente de 1,040 milhão de unidades em fevereiro, também uma mínima em seis meses. As licenças para construção de residências para uma única família caíram 10,0%, a uma taxa de 1,143 milhão de unidades em fevereiro.

O início de construção no volátil segmento multifamiliar caiu 15,0%, para um ritmo de 381 mil unidades. As licenças para construção para projetos de habitação multifamiliar caíram 12,5%, para um ritmo de 539 mil unidades.

(Reportagem de Lucia Mutikani)