PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Funchal: Parte de dívida de R$190 bi do BNDES com Tesouro deve ser paga até 2022

Secretario do Tesouro Nacional Bruno Funchal garantiu que neste mês de março o BNDES já repassou 38 bilhões de reais ao Tesouro -  Edu Andrade/Ascom/ME
Secretario do Tesouro Nacional Bruno Funchal garantiu que neste mês de março o BNDES já repassou 38 bilhões de reais ao Tesouro Imagem: Edu Andrade/Ascom/ME

Gabriel Ponte

19/03/2021 16h23Atualizada em 19/03/2021 16h37

BRASÍLIA (Reuters) - O secretário do Tesouro, Bruno Funchal, disse nesta sexta-feira que a "maior parte" do montante que a União ainda tem a receber em dívida do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), estimado por ele em 190 bilhões de reais, deve retornar ao Tesouro entre 2021 e 2022.

Segundo o secretário, neste mês de março o BNDES já repassou 38 bilhões de reais ao Tesouro na liquidação antecipada de mais uma parcela de dívida, e sua expectativa é que os pagamentos restantes sejam acelerados após acórdão recente do Tribunal de Contas da União que cobrou a apresentação de um cronograma de devolução da dívida.

"A gente está terminando de estruturar o cronograma que vai ser apresentado para o TCU (Tribunal de Contas da União), acho que na semana que vem", disse Funchal em videoconferência virtual promovida pela XP Macro Sales. "Acho que a maior parte deve retornar para o Tesouro entre este ano e o ano que vem."

UOL Economia+ fará evento para quem quer investir

Entre 23 e 25 de março, o UOL Economia+ e a casa de análises Levante Ideias de Investimento realizarão evento online gratuito. O economista Felipe Bevilacqua, analista certificado e gestor especialista da Levante, comandará três grandes aulas para explicar ao leitor do UOL como assumir as rédeas do próprio dinheiro. O evento é gratuito para todos os leitores UOL. Garanta o seu lugar no evento aqui.

Ao clicar em “Enviar”, você concorda com a Política de Privacidade do Grupo UOL e aceita receber e-mails de produtos e serviços do Grupo UOL e demais empresas integrantes de seu grupo econômico. O Grupo UOL utiliza as informações fornecidas para entrar em contato ofertando produtos e serviços. Você pode deixar de receber essas comunicações quando quiser.