PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Bitcoin chega a subir 12,5% e preço encosta em US$ 40 mil

Bitcoin chegou a subir 12,5% durante a sessão da Ásia, para US$ 39.850,00, seu maior valor desde meados de junho - Getty Images
Bitcoin chegou a subir 12,5% durante a sessão da Ásia, para US$ 39.850,00, seu maior valor desde meados de junho Imagem: Getty Images

Alun John e Tom Westbrook

Hong Kong e Cingapura

26/07/2021 11h00Atualizada em 27/07/2021 09h40

As criptomoedas mostravam forte valorização nesta segunda-feira, ampliando os ganhos desde a semana passada, com traders esperando que comentários positivos de investidores influentes pudessem sinalizar uma reviravolta na fragilidade recente das moedas digitais.

O bitcoin chegou a subir 12,5% durante a sessão da Ásia, para US$ 39.850,00, seu maior valor desde meados de junho, enquanto o ether chegou a US$ 2.393,51.

Por volta de 15h30 (horário de Brasília), o bitcoin avançava a US$ 33.951.

Na semana passada, o entusiasta de moedas digitais e CEO da Tesla, Elon Musk, disse que a empresa provavelmente voltaria a aceitar do bitcoin assim que conduzisse a devida diligência em seu uso de energia. A montadora de carros elétricos havia suspendido esses pagamentos em maio, contribuindo para uma forte venda de criptomoedas.

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, também disse na semana passada que a moeda digital é uma "grande parte" do futuro da empresa de mídia social e, no domingo, o jornal London City AM relatou - citando fonte - que a Amazon está procurando aceitar pagamentos de bitcoin até o final do ano.

Operadores disseram que, em conjunto, os comentários foram suficientes para finalmente levantar o mercado do piso de suporte, onde se manteve estável desde a queda em maio, enquanto dados também apontavam para pesadas liquidações de operações por vendedores a descoberto.

"Nos últimos cinco pregões, vimos uma alta de modo geral de curto prazo no mercado, impulsionada por (movimentos) técnicos importantes, bem como comentários positivos recentes", disse Ryan Rabaglia, chefe global de negociação da plataforma de ativos digitais OSL.

"Com um recorde de US$ 1,2 bilhão em posições vendidas liquidadas nas últimas 24 horas, a perspectiva e o ímpeto para a semana que se segue são positivos", disse.

PUBLICIDADE
Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado no título da notícia, o preço do Bitcoin encostou em US$ 40 mil, e não em R$ 40 mil. O erro foi corrigido.