PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Minério de ferro sobe com alívio das preocupações no setor imobiliário da China

19/11/2021 08h16

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os contratos futuros do minério de ferro se recuperaram nesta sexta-feira após algumas notícias positivas do conturbado setor imobiliário da China, mas os traders permaneceram cautelosos sobre as perspectivas de demanda geral por matéria-prima na maior produtora de aço do mundo.

O minério de ferro mais negociado de janeiro na Bolsa de Commodities de Dalian fechou em alta de 2,5%, a 536 iuanes (84 dólares) a tonelada. O contrato atingiu 509,50 iuanes no início do dia, o menor valor desde 6 de novembro de 2020, e marcou sua sexta queda semanal consecutiva.

Na Bolsa de Valores de Cingapura, o contrato do minério de ferro para dezembro subia 5,1%, para 90,60 dólares a tonelada, às 4h24 (horário de Brasília).

"Houve uma série de notícias positivas dos incorporadores imobiliários chineses. Isso é movido pelo sentimento, nada realmente mudou", disse Atilla Widnell, diretor-gerente da Navigate Commodities em Cingapura.

China Evergrande retomou a construção de 63 projetos, enquanto a Country Garden Services Holding levantou 1 bilhão de dólares com a venda de ações.

Preocupações com os problemas de endividamento das incorporadoras chinesas, setor que responde por cerca de um quarto da demanda doméstica de aço, recentemente aumentaram a pressão sobre os preços do minério de ferro e do aço.

O preço spot de referência do minério de ferro com teor de 62% na China foi de 90 dólares a tonelada na quinta-feira, o menor em 18 meses, segundo dados da consultoria SteelHome.

As restrições ambientais, que forçaram as siderúrgicas chinesas a restringir a produção este ano, devem continuar até depois das Olimpíadas de Pequim em fevereiro, enquanto as autoridades buscam limpar os céus carregados de poluição.

"Apesar dos contínuos cortes na produção de aço, a fraca demanda resultou em uma falta de equilíbrio do mercado, puxando para baixo os preços e as margens do aço", disse Richard Lu, analista sênior da CRU em Pequim.

"Além disso, os estoques de minério de ferro se acumularam em uma máxima de vários anos."

O vergalhão de aço para construção na Bolsa de Futuros de Xangai subiu 2,2%, e a bobina laminada a quente avançou 1,3%. O aço inoxidável ganhou 0,4%.

O carvão metalúrgico em Dalian caiu 0,7%, enquanto o coque subiu 0,5%.

PUBLICIDADE