PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Coinbase compra bolsa de futuros de criptomoedas e planeja vender derivativos nos EUA

Os papéis subiam quase 3% a 241,20 dólares nas negociações de pré-mercado - Reprodução/ Pixabay
Os papéis subiam quase 3% a 241,20 dólares nas negociações de pré-mercado Imagem: Reprodução/ Pixabay

Elizabeth Howcroft e Tom Wilson e Medha Singh

Da Reuters

13/01/2022 12h06Atualizada em 13/01/2022 12h41

A plataforma de negociação de criptomoedas Coinbase disse que está comprando a bolsa de futuros de criptomoedas FairX como parte de um movimento para oferecer derivativos para seus clientes nos Estados Unidos.

A FairX, que foi lançada no ano passado, e ó nome operacional da LMX Labs. A empresa vende produtos futuros e é regulamentada pela Comissão de Negociação de Futuros de Commodities dos Estados Unidos (CFTC, na sigla em inglês).

A Coinbase afirmou que quer tornar a negociação de derivativos regulamentados de criptomoedas acessível a clientes de varejo e institucionais.

Os volumes de negociação de derivativos de criptomoedas totalizaram 3,3 trilhões de dólares em novembro, de acordo a empresa britânica de pesquisa CryptoCompare, respondendo por quase 55% do mercado total de ativos digitais.

Os produtos de futuros e opções de criptomoedas, especialmente aqueles oferecidos por plataformas regulamentadas, são amplamente vistos como menos arriscados do que a negociação em dinheiro.

Isso torna-os mais atraentes para alguns investidores institucionais que buscam obter exposição a criptomoedas, mas que equilibram a possibilidade atraente de ganhos rápidos com os riscos persistentes no setor.

O acordo deve ser fechado no primeiro trimestre, disse a empresa.

As ações da Coinbase fecharam em baixa de 1% na quarta-feira, após registrarem seu primeiro dia de ganhos líquidos este ano na terça-feira, atingindo mais de 246 dólares, embora acumulem queda de cerca de 39% desde sua estreia em abril do ano passado.

Os papéis subiam quase 3% a 241,20 dólares nas negociações de pré-mercado.

As ações de empresas relacionadas a tecnologia blockchain caíram no início desta semana, diante do recuo do bitcoin para abaixo de 40.000 dólares. O ativo permanece significativamente atrás de sua máxima histórica a 69.000 dólares, alcançada no ano passado.

PUBLICIDADE