PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Lula defende mudanças na reforma trabalhista: 'Não queremos fazer nada na marra'

Lula disse ser necessário juntar sindicatos, empresários e o governo para estudar alterações - Reprodução/YouTube
Lula disse ser necessário juntar sindicatos, empresários e o governo para estudar alterações Imagem: Reprodução/YouTube

Lisandra Paraguassu

Brasília

22/02/2022 12h41

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a dizer nesta terça-feira que pretende rever a reforma trabalhista que foi aprovada durante o governo de Michel Temer para retomar direitos que foram extintos.

Em entrevista à radio Passos, de Minas Gerais, Lula comentou que é preciso juntar sindicatos, empresários e o governo para estudar alterações que levem a uma legislação trabalhista adequada ao momento atual, mas que é preciso garantir direitos e seguridade social, citando o caso de motoristas de aplicativos.

"Não queremos fazer nada na marra, mas queremos discutir o que é bom para o Brasil", afirmou.

O ex-presidente, provável candidato nas eleições deste ano e que aparece em primeiro lugar nas pesquisas, voltou a criticar a proposta de privatização de estatais, em especial a Eletrobras, que teve o processo aprovado este mês pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

"Quero deixar bem claro que eu sou contra, o PT é contra a privatização das estatais", afirmou. "Não há necessidade de vender uma empresa que pode ser a reguladora do setor elétrico e impedir aumentos abusivos de preços."