PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Credores da Rússia aguardam fundos após Moscou dizer que pagou dívida

Credores da Rússia aguardam fundos após Moscou dizer que pagamento da dívida foi feito - Sputnik/Mikhail Klimentyev/Kremlin/via Reuters
Credores da Rússia aguardam fundos após Moscou dizer que pagamento da dívida foi feito Imagem: Sputnik/Mikhail Klimentyev/Kremlin/via Reuters

Karin Strohecker e Sujata Rao

17/03/2022 08h54Atualizada em 17/03/2022 09h57

A Rússia afirmou nesta quinta-feira que fez o pagamento de dívidas que venciam esta semana, mas o anúncio não encerrou a espera pelo que pode ser o primeiro calote de empréstimos externos de Moscou em mais de um século, já que os credores afirmam que ainda não receberam os fundos.

A Rússia deveria pagar na quarta-feira US$ 117 milhões em cupom em dois títulos soberanos denominados em dólares, considerado o primeiro teste sobre se Moscou honraria suas obrigações depois da imposição de sanções ocidentais.

O país tem um período de carência de 30 dias após o prazo de quarta-feira.

As sanções devido à guerra na Ucrânia eliminaram a Rússia do sistema financeiro global e bloquearam a maior parte de suas reservas de ouro e moeda estrangeira, enquanto Moscou adotou contramedidas em resposta —tudo isso está complicando os pagamentos.

O Ministério das Finanças da Rússia afirmou nesta quinta-feira que a ordem para pagar os US$ 117 milhões foi cumprida, e que vai atualizar o mercado separadamente sobre se o pagamento foi depositado na conta do agente de pagamento Citibank.

O braço do Citi em Londres não quis comentar.

Por sua vez, uma série de credores e fontes familiarizadas com a situação na Ásia e na Europa disseram que os fundos ainda não foram recebidos pelos credores.

O Ministério das Finanças havia planejado enviar o volume equivalente do pagamento de juros em rublos se o pagamento em dólares não chegasse aos detentores de títulos estrangeiros, algo que a agência de crédito Fitch disse que representaria um default soberano se não for corrigido dentro do período de carência.